30 de Março de 2020


A Unimed Belém lançou dia nove de março, no Hangar Centro de Convenções da Amazônia a plataforma online de integração nos fluxos de atendimento ao beneficiário, o Sistema de Gestão Unimed (SGU). Mais de 400 pessoas participaram, entre cooperados, prestadores e colaboradores.

O novo SGU tem por objetivo gerar mais conforto e tranquilidade para os clientes da Operadora de Saúde, por meio de um atendimento integrado, a plataforma disponibilizará desde o acesso ao histórico do paciente à liberação de exames e procedimentos de uma maneira moderna e automatizada, o que proporcionará mais comodidade ao beneficiário, reduzindo consideravelmente o deslocamento até as unidades.

“Essa tecnologia é para facilitar a vida de nossos clientes, desburocratizando e ajudando a vida de cada um. Agora, o cliente não vai precisar se deslocar até a Unimed para autorizar algum tipo de procedimento ou exames, tudo será feito via a nova plataforma. Também será possível acompanhar o andamento das solicitações feitas pelos médicos cooperados”, ressaltou o Dr. Wilson Niwa, presidente da Unimed Belém.

O projeto iniciou em 2017, com a votação entre cooperados e colaboradores do novo sistema que iria ser implantado na cooperativa. Com 87% dos votos, o SGU foi escolhido. Em 2018, começou o processo de negociação e ocorreu a primeira visita à Unimed de Goiânia, onde a plataforma já estava sendo utilizada. O processo de migração e treinamento interno iniciou em 2019.

O primeiro sistema que a cooperativa utilizou foi o Siamed, que permaneceu na empresa de 1987 até 2008. De 2008 até 2020, o Cardio. Ainda em 2020, será a vez do SGU. A nova plataforma irá disponibilizar: agendamento e solicitações de exames on-line, apoio ao diagnóstico e interação com a operadora.

A plataforma traz ainda: painel de acesso para cooperados, prestadores e clientes, atendimento através de reconhecimento facial e impressão digital, pagamento do plano de saúde totalmente automatizado, entre outras melhorias.

O novo sistema é amigável, permitindo a integração com outros sistemas, oferecendo agilidade e confiabilidade no processo de autorização, facilitando o envio da produção médica, diminuindo o número de glosas, reduzindo o uso de papel e aumentando apoio ao médico cooperado.

“O nosso cliente poderá acompanhar todo o andamento das solicitações médicas de maneira segura, ágil e confiável. completou o presidente.

Já para o cooperado, José Rufino Costa, a nova plataforma também será mais sustentável. “Eu já havia pensando nessa questão da burocracia do papel, porque utilizamos muito o papel e isso me incomodava. Com o prontuário eletrônico, isso vai melhorar. O sistema é muito bom, as dúvidas ainda vão surgir, mas o que importa é a prática”, finalizou.

Assessoria de Comunicação e Marketing

Leia também